Fabio Bracht

A lista de coisas que eu já fiz inclui trabalhar em gráficas e estúdios de design, aprender a tocar bateria, escrever (indiretamente) para o SBT, ajudar a construir uma versão do site Herói.com.br (que acabou não ficando boa), ser um dos jornalistas que deu as boas-vindas à Rolling Stone Brasil na seção de cartas da edição #1, mochilar três meses sozinho pela Europa, integrar a equipe de redação e tradução do Gizmodo Brasil, escrever nas melhores revistas de games do país, chorar assistindo Inteligência Artificial, ajudar a manter o canal iG Tecnologia, fazer parte da equipe do PapodeHomem por um ano, compor algumas músicas, construir algumas grandes amizades, ficar por seis meses sem celular em 2011 e ser um cara geralmente considerado gente boa.

A lista de coisas que ainda pretendo fazer inclui todo o resto.

+ + +

Hoje trabalho mais como tradutor, estou tentando voltar a escrever mais, aprendendo programação e tentando desmistificar o monstro do empreendedorismo.