adilia belotti

São Paulo, SP

Visit my website

Não me formei em filosofia como imaginei. Acabei jornalista. A paixão pelas palavras foi maior do que a paixão pelas ideias.

Fui editora de livros, fui free lancer, fazia traduções do inglês e do francês, criei 4 filhos. Há 12 anos recebi um convite: "quer trabalhar numa coisa chamada 'site de internet?'" Eu quis.

OBSIDIANA, UM PORTAL FEMININO PIONEIRO
Virei editora de espiritualidade e religião do portal Obsidiana, um dos primeiros sites femininos da internet brasileira.

ÁRVORE DO BEM E O DESAFIO DE UNIR (BOM) JORNALISMO E RELIGIÃO
O Obsidiana não resistiu à bolha e fui parar no Árvore do Bem, o site de Espiritualidade e Religião do iG. Um desafio falar de religião sem sectarismo e, olha que era muito bom jornalismo que fazíamos lá!

DELAS, O SITE FEMININO DO iG
Quando o Árvore saiu do ar, tornei-me editora do Delas, o portal feminino do iG, onde também assinava uma página sobre temas relacionados ao cotidiano das mulheres.

NA ÁREA DE PROJETOS ESPECIAIS DE CONTEÚDO NO iG
Há cinco anos, saí da redação e migrei para a área de desenvolvimento editorial do iG. Novos formatos de conteúdo, novos produtos, novas formas de distribuição, novos jeitos de informar, branded contents, projetos customizados e, sobretudo, licença para experimentar.

PRODUZINDO BRANDED CONTENT NA ALMA BRASILEIRA EDITORA
Saí do iG e fui ajudar a Carla Leirner e a Cecília Reis a montarem o braço digital e multimídia da Oficina de Conteúdo, que já tinha um longo portfolio de impressos, revistas e livros. Ao mesmo tempo, construía a Alma Brasileira Editora que, além de produzir conteúdo para marcas, tem a vocação de contar histórias, biografias, sobretudo.

...E OS LIVROS
No meio do caminho, escrevi um livro, Toques de Alma, de crônicas sobre mulheres. Dois, na verdade, porque também assinei a coletânea Coisas de Mãe, sobre o relacionamento nada cor-de-rosa das mães com suas filhas.

BOOKMARKS

  • Work
    • journalist