Rita Grade

Dancer, coreographer, and Teacher in Coimbra District, Portugal

Rita Grade

Dancer, coreographer, and Teacher in Coimbra District, Portugal

View my photos

Chamo-me a Rita Saraiva Grade, nasci em 21.02 1988 (Coimbra).

Sou mestre em Dança pela Escola Superior de Dança - IPL, com uma tese sobre o Sistema de análise textual de Stanislavsky aplicado aos processos de composição coreográfica.

Iniciei os meus estudos em Dança no Colégio Rainha Santa Isabel, de 1992 a 2006. Em 1995, em simultâneo, passei a integrar as classes de ballet da Escola de Dança Palmira Camargo, onde me mantive até 2008. Em 2000 fui aluna da Professora Sofia Abraços nas suas aulas de Flamenco. Também em 2000 frequentei o Atelier de Bailado Clássico num protocolo do TAGV e o Ballet Nacional Russo. Em 2009 fui estudar para a escola de artes do espectáculo Max Ballet Academy, em Florença, com o Professor Massimiliano Terranova tendo ainda frequentado as aulas de preparação física para bailarinos, na Scuola di Danza Studio A, também em Florença.

No ano lectivo de 2012/2013 frequentei as aulas de Advanced 1 na Academia de Bailado de Coimbra e as aulas de Dança Contemporânea no Conservatório de Dança de Coimbra. Em 2014/2015 participei nas Oficinas de Artes I (Dança e Teatro) e Artes III (Música) do Curso de Estudos Artísticos, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

Participei em vários estágios e seminários com Professores como Bernardo Gama, Maria Luísa Carles, Guilherme Dias, Kimberley Ribeiro, Diana Rêgo, Cláudia Nóvoa, Pedro Rosas, Vítor Garcia, Wim Vendekeybus, Russell Maliphant e Wang Ramirez.

Em 2015/2016 completei o Curso de História da Dança da Companhia Nacional de Bailado.

No ano lectivo 2017/2017 fui professora estagiária no Balleteatro Escola Profissional.

Em 2017 frequentei o Curso de Atualização Profissional para Professores de Dança na Accademia Teatro alla Scala, em Milão.

Atualmente leciono no Conservatório de Música de Coimbra, na Escola de Dança Rita Grade, no serviço educativo do Teatro Virgínia e na Casa das Artes Fundação Bissaya Barreto.

CRIAÇÃO

Em simultâneo, desenvolvo um trabalho de investigação e composição coreográfica com outros criadores de diferentes expressões artísticas, principalmente Ricardo Correia.

Destaco:

O meu País é o que o Mar não quer (The Birmingham Repertory Theatre, 2017); Eu uso Termotebe e o meu Pai também (TNDMII 2018); O Bairro (Teatro Vírgina 2018); Acto Cultural (Teatro Vírgina 2018); Guerrilha Urbana (Santarém 2019); A Noite dos Proletários (MITBVA 2019); Os Anciões (TNDMII 2019); Esteiros (Estarreja, 2019).