Andréa Franco

Sou professora desde os quatro anos de idade, todas as minhas bonecas foram alfabetizadas por mim. Porém, minha formação escolar para ser professora começou dez anos depois.

A escola de formação de professores trouxe-me uma escola que eu não conhecia: a escola do lado de quem ensina.

Então achei que podia mudar o mundo, bastava ensinar.

Entretanto a prática pedagógica veio repleta de crítica, reflexão, estudo...

Com o tempo a experiência mostrou-me que a questão não era exclusivamente ensinar e sim o porquê, o como, o quê, o quando e onde promover a APRENDIZAGEM.

Ser mediadora na construção dos conhecimentos feita pelos aprendentes sendo a facilitadora do processo de desenvolvimento das suas competências tornou-se meu objetivo e levou-me a priorizar práticas de escuta, compartilhamento, afeto, contextualização, transcendência, trabalho cooperativo, relação dialógica, interatividade...

Encontrei nestas práticas os elementos necessários para criar e desenvolver metodologias que efetivamente promovem aprendizagem.

Acredito que desta forma educadores e educandos tornam-se companheiros de jornada empreendendo a busca do conhecimento de si, do outro e do mundo e, aí sim, constituindo-se como indivíduos competentes para transformar.