Ardiloso

Não sou careta, frequento páginas obscenas na Internet, espeto alfinetes nos gatos, bato em velhinhas, cuspo para o chão, inspiro helio - não fumo

Os meus primeiros 9 meses de vida foram passados no escuro, nunca consegui perceber a razão pela qual estava sempre molhado.

O meu primeiro contacto com a realidade foi embaraçoso, eu estava completamente nu e por isso puseram-me logo de castigo juntamente com outros. Descobri logo os meus dotes vocais, que me permitiram criar a minha primeira banda. Durante dias cantamos músicas que infernizavam quem nos rodeava o sucesso foi tão grande que fui separado deles para uma carreira a solo.

Os anos seguintes aprofundei os estudos sobre fazer barulho no qual me tornei um mestre.

Inventei uma língua que apenas eu conseguia entender. Criei posições radicais para o yoga, que apenas os meus amigos conseguiam fazer, estranhamente nem os melhores mestres conseguiram.

Aos 6 anos de idade falava com os animais, entrando em varias competições nas quais ganhei sempre o 1 lugar.

Uma das minhas paixões foi a filosofia. Passei varias noites sozinho pensando sobre a nossa origem e a razão de ser.

Aos 10 anos estava totalmente desenvolvido como ser humano.

Com 12 anos comecei a desmontar tudo o que me aparecia a frente, dei liberdade ao inventor que havia dentro de mim.
Acabei por construir um submarino no qual dei a volta ao mundo em 10 dias, foi uma viagem que apenas foi superada quando inventei uma nave espacial que me levou ao espaço.

Sou um bom ouvinte, gosto de ouvir/ler todos os argumentos antes de entrar e partir tudo o que apareça a frente.

Nunca digo não a uma boa festa e gosto de dançar sozinho com um copo na mão.

Mas afinal quem sou eu? Uns dizem que sou da Máfia outros um Agente Secreto…
A realidade é que sou o caos envolto num pouco de mistério e suspense onde a monotonia não me consegue tocar.