Básia Lucena

Sou o que sinto, vivo, e penso, e ainda sim tu não consegues ver a olho nu.