Isabel Martinho

São Caetano do Sul, SP - Brazil

Sou um animal sentimental, me apego facilmente ao que desperta meu desejo. Contra minha própria vontade sou teimoso, sincero, e insisto em ter vontade própria. Não sou escravo de ninguém e sei o que devo defender. Não estatize meus sentimentos; pra seu governo, o meu estado é independente. Sou meu próprio líder: ando em círculos. Eu sou metal, raio, relâmpago e trovão. A insegurança não me ataca quando erro. Consegui meu equilíbrio cortejando a insanidade. Eu sou apenas alguém, ou até mesmo ninguém; talvez alguém invisível. Sou uma cópia do que faço. Não acredito em nada além do que duvido. Nada existe pra mim - não tente - e tão pouca coisa me interessa. Eu tenho cicatrizes, mas eu não me importo. Antes eu sonhava, agora já não durmo. E não há nada de errado comigo. Sou eu mesmo e serei eu mesmo então. Sou tão cínico às vezes. O tempo todo estou tentando me defender. Só apareço quando convém aparecer. Gosto dos pingos de chuva, dos relâmpagos e dos trovões. A minha ingenuidade é o que me cega e a minha juventude não é coisa do passado. Eu tenho um coração, eu tenho ideais. Me equilibro entre dias e noites. Acho que não sei quem sou, só sei do que não gosto. (Legião Urbana)

  • #astronomy
  • #books
  • #movies
  • #music
  • #phylosophy
  • Education
    • Reynolds Secondary School (Victoria, BC - Canada)