Chico Lima

CHICO LIMA chicolimagrafia@yahoo.com.br Percebeu sua necessidade de fotografar aos 18 anos pois, para ele, as palavras já não traduziam mais a percepção do real, fosse a realidade dramática, fantástica ou mesmo banal. Seu primeiro premio, com aquela idade, foram os 1° e 2° lugares no concurso promovido pela SEAERJ ( Sociedade dos Engenheiros e Arquitetos do RJ ) com o tema “Arquitetura no Brasil”. Em 1973, ajudou a fundar a PHOTOGALERIA, na época a primeira iniciativa de dedicados fotógrafos, a comercializar fotografia como obra de arte, com tiragens limitadas e garantia de durabilidade. Com aquele grupo, realizou três exposições, entre Rio de Janeiro e São Paulo. Esteve nos principais jornais do país: uma dose extra da vivência da realidade em suas nuances. Colabora até hoje com duas editoras de revistas de Arquitetura. Hoje organiza a maior exposição de peças teatrais já realizada no país. Com cerca de 1900 espetáculos fotografados, está editando “Terceiro Sinal” com os maiores astros e estrelas da nossa dramaturgia dos palcos e televisão. Costuma dizer: “... a menos que estejamos entre puristas, intelectuais ou colecionadores, não há que se ter uma análise mais profunda ou histórica da fotografia que está à sua frente; eu simplesmente pergunto: você gostaria de vê-la na parede da sua casa? Às vezes, toda a beleza envolvida numa fotografia é simples assim, sem uma mensagem, sugestão política ou provocação: uma obra divina que eu tento foto-grafar, bela e absoluta na sua apresentação.” Recebeu em 2008 o 1° lugar no concurso internacional promovido por “Olhares.com”, na Europa, com o tema “Natureza, Luz e Cor”, conquistando uma expedição à Noruega, onde continuou seu ensaio sobre rochas, céu e água, iniciado no Brasil, passando pela Ilha da Madeira e agora, entre as geleiras daquele país. Em 2009, recebeu o 1° lugar no concurso internacional da revista francesa PHOTO, categoria “Graphisme”. Vencedor do concurso “Animal Planet”, em 2009, promovido pela PIKEO, Paris. Suas últimas publicações importantes estão nos livros do concurso AL-THANI, evento onde participam e estão presentes fotógrafos de todo o mundo. Mantém os mesmos propósitos de 35 anos atrás: valorizar e alçar a fotografia como obra durável e reconhecida no mundo da Arte. Esteve, em 2010, entre os finalistas do concurso internacional “The Great Outdoors Photo Contest” Em julho de 2011 iniciou suas fotografias e filmagens aéreas através de uma nova tecnologia, ainda inédita no país: com seu Hex