Daniel Maia

São Paulo

Dan Maia, nascido em Belo Horizonte, é compositor, cantor e ator.

Sob direção de Gabriel Villela, atuou e criou arranjos para os espetáculos “Ópera do Malandro” (2000), “Os Saltimbancos” (2001 em São Paulo, 2003 e 2008 em Porto – Portugal) e “Gota d’Água” (2001), de Chico Buarque de Hollanda; atuou como vocalista da cantora Elba Ramalho, no show “Elba Ramalho Canta Luiz Gonzaga” (2002); compôs a música para os espetáculos “Auto da Liberdade” (2003) em Mossoró – RN; “Fausto Zero” (2004 em São Paulo, 2005 em Moscou), de Goethe e para “Vestido de Noiva” (2009), de Nelson Rodrigues (as duas últimas indicadas ao Prêmio Shell).

Para a Cia. de Dança Palácio das Artes, fez arranjos para “Sonho de Uma Noite de Verão – Fragmentos Amorosos (2002) sob direção de Gabriel Villela (Prêmio Sesc/Sated – Melhor Trilha Sonora de Espetáculo de Dança de 2002 e Prêmio Sesc/Sated – Destaque Especial 12 anos em Trilha Sonora de Dança); compôs a música para “Coreografia de Cordel” (2004), direção coreográfica de Tuca Pinheiro; “Transtorna” (2006), sob direção de Christina Machado; “22 Segredos” (2009), de Sônia Mota (Prêmio Usiminas/Sinparc de melhor trilha sonora de dança); e “Tudo que se torna um” (2011) para a Cia. de Dança Palácio das Artes, direção de Sônia Mota.

Em parceria com Morris Picciotto compôs as trilhas sonoras para “Rabisco – Um Cachorro Perfeito” (2010) para a Cia. Maracujá Laboratório de Artes, sob direção de Sidnei Caria; e para os balés infantis “Oras Bolas” (2005) e “100 + nem menos” (2009), de Anie Welter para a Cia. Noz de Teatro e Animação.

Sob direção de Marcelo Lazzaratto, compôs as trilhas de “Maratona de Nova York” (2005) e “Peça de Elevador” (2006), para a

  • Work
    • Música