Fernanda Chaves

Se quando criança me contassem como seria minha vida atualmente, não acreditaria. Todas os meus sonhos e desejos ficaram para trás. Meus sentimentos foram destruídos. Amigos viraram estranhos ... amigos ? Será que posso realmente chamá-los assim? Acreditava que a frase "Antes só do que mal acompanhado" realmente era a certa, isso era porque ainda não tinha sentido na pele a sensação de solidão. Sou muito intensa ... muito mesmo, isso só me prejudica. Amar muito, chorar muito, rir muito, estudar muito, conversar muito ... bom, talvez isso não seja ruim. Sou uma menina ainda, conclusão sou uma explsão de sentimentos, sou confusa, inconstante, não sei ainda lidar comigo mesma. Sou tímida (demais) só me atrapalhando, por isso as pessoas que dizem que ser tímida é uma graça, repense seu pensamento. Nos últimos tempos, passei por coisas terríveis, mas muito importantes para meu crescimento mental e espiritual. Gosto de música antiga, artistas antigos, moda antiga, acredito que era a época onde eu deveria ter nascido. Não gosto de ser cobrada, não consigo funcionar sob pressão. Adoro matemática, física e química, isso não quer dizer que eu sou boa na matéria ... foi a partir desse princípio que eu decidi escolher engenharia mecatrônica como minha profissão. Eu sonho demais, mas acredito que pelo menos 50% deles posso realizá-los. Me distraio facilmente e não sigo um linha cronológica, dá pra reparar nisso pelo meu texto. Sou alucinada por homens, não pela visão sexual, mas sim pelo ''artístico'', pela beleza. Eu já gostei de azul agora amo amarelo, eu já pulei corda, agora virei uma sedentária. Realmente, sou uma inconstante. Sou inteligente, educada, honesta, digna, prepotente, leal, simpática, tímida, orgulhosa, inteligente, amorosa, esperta; tenho visão de mundo, QI alto, boa abstração. É pra vocês verem, nem tudo está perdido ,nem tudo é perfeito e nem tudo é defeito.