Bruno Henrique

Rio de Janeiro

Não amigo, eu não aceito uma pedra de crack de presente. Pode guardar isso aí. Não, não quero comprar nenhuma droga.