haydée son

Seoul

haydée son

Seoul

Son Haydée é uma francesa/coreana, nascida no dia 10 de março de 1994 em Toulouse, no Sul da França. Seu pai, estudante de gastronomia na época, mudou-se a grande cidade cultural após receber uma bolsa indispensável no país do romance; Sua mãe, coreana de sangue, vivia na cidade dos sonhos desde seus 2 anos de idade, estudando em sua vida adulta as refeições mais requintadas. Ambos conheceram-se na faculdade da cidade litoranea, cursando o mesmo curso, e aproximando-se com as poucas palavras em sua língua local que trocavam. Após quatro anos juntos, sua filha entrara em suas vidas, sendo criada de forma rígida - Coisa que não fizera muita diferença ao chegar em sua rebelde adolescência. Apesar de orgulhar seus pais com as notas altas e a paixão pela gastronomia, Dée, como chamada por seus amigos, trazia alguns bons problemas para casa, desde os cigarros esquecidos no banheiro da casa, quanto as madrugadas sem quaisquer noticias que passava, até as poucas vezes em que a policia local a entregava na porta de casa após alguns pequenos vandalismos em locais mais pobres da cidade. Talvez pela criação tão cheia de regras de seus pais, o ar da liberdade passava a encher a mente da garota em seus melhores tempos. Quando finalmente formou-se no ensino médio, com a ajuda da renda bem paga do restaurante dos pais, a francesa tomou seu caminho a Seoul, acompanhada apenas por Eogeum, seu cachorro de pequeno porte e completamente bagunceiro.

Hoje em dia, vivendo em um pequeno apartamento no centro com seu companheiro, Haydée cursa gastronomia na melhor faculdade de culinária da cidade, conhecida como Le Cordon Bleu. Seu contato com os pais é constante, mais saudável, porém a alma noturna e bagunceira da garota nunca mudou, trazendo algumas boas reclamações de seu pai durante telefonemas a noite.

Son Haydée é reservada com pessoas estranhas, um tanto séria, contradizendo a face meiga e a estatura pequena que tinha. 1,58 metros de uma seriedade até tediante para alguns, apenas demonstrando seu lado mais infantil a seus amigos próximos, poucas vezes deixando escapar sua real personalidade aos desconhecidos. Pelos péssimos relacionamentos amorosos seguidos por ela, sente medo de se envolver com qualquer um que seja, sendo cuidadosa em relação a tais fatos. Poderiam até mesmo a chamar de mal educada, devido a boca calada junto de muitas pessoas, ou pelos palavrões que muitas vezes saiam da voz calma, cheia daquele tipico sotaque francês.

  • Education
    • Le Cordon Bleu