Augusto d. Santos

Foi em Lamego, no dia 30 de Julho de 1986 que nasceu aquele que por aqui vai apresentando seus trabalhos.

Foi à cidade apenas para nascer, assim que saiu do hospital rumou logo para Mondim da Beira onde viveu 3 tenros anos e por fim se mudou para a terra onde se fez homem, a freguesia de Aldeias, Armamar.

Por aqui foi aprendendo a ler, escrever e desenhar entre outras coisas de importância questionável perante a imensidão de outras que poderia ter aprendido.O bichinho da música surgiu aí algures. Sem saber bem em que caminho se metia seguiu-o como que de olhos fechados, uma vez que os recursos eram escassos.

Não tardou que mudasse de escola, também já era altura de escolher um caminho para uma futura profissão. Bem, essa no fundo também já estava escolhida à muito… Sempre inquieto e curioso, com vontade de criar enveredou no mundo das artes com alvo marcado na arquitectura, frequentou o ensino secundário na escola Dr. Joaquim Dias Rebelo em Moimenta da Beira.

Foi aqui que conheceu novos amigos, que por sinal partilhavam gostos musicais e o desejo de tocar. Aprendeu umas rifalhadas valentes, sacou umas musicas e afinou o ouvido.

Secundário concluído, havia que escolher uma universidade. O Porto parecia ser uma cidade acolhedora, nem perto nem longe e a Universidade Lusíada revelou-se como a melhor opção para tirar o curso de arquitectura. Paralelamente, já com idade para as borgas e carta de condução começava a frequentar as noites de Lamego, onde teve a oportunidade de integrar como baixista os 1327 e posteriormente ManInFeast.Não tardava também a chegar a paixão pela animação 2d e o stopmotion… Fizeram-se umas pequenas experiências que deram para massajar o desejo, ainda assim, há planos para realizar bastantes ideias, tivesse o dia 48h horas e era tudo muito mais bonito.

Enfim, de licenciatura passa-se a um mestrado integrado, concluído com uma dissertação sobe o tema “A Experiência Sensorial do Lugar – Vilar de Mouros, Aldeia de Música”. Na mesma altura da redacção da dissertação começa compor umas músicas que posteriormente resultam em Tales and Melodies, o seu projecto musical a “solo” que por aí anda a rockar.

Nos dias de hoje, este senhor vive dividido entre vários ofícios, entre os quais, o estagio no gabinete de arquitectura Traço Alternativo – arquitectos associados.

Sempre à procura de novas oportunidades para desenvolver o seu potencial ficam aqui alguns trabalhos qu